Project Description

Pneumonite

Grau 1

Assintomático; apenas achados radiográficos (vidro fosco ou pneumopatia intersticial inespecífica)

Considerar atrasar o tratamento; monitorar sintomas a cada 2-3 dias; se piora tratar como grau 2 ou 3 e 4.
.
Exames de base: Raio-X de tórax, hemograma, função renal, eletrólitos, cálcio, transaminases, VHS e PCR. Considerar cultura de escarro, pesquisa de painel viral, infecções oportunísticas ou bacterianas a depender da suspeita clínica.
Pneumonia (incluindo atípica, pneumocistose, tuberculose, virais), linfangite, pneumonia instersticial usual, edema pulmonar, embolia pulmonar, sarcoidose e pneumonite induzida por drogas.

Grau 2

Sintomas leves ou moderados. Falta de ar, tosse ou dor torácica. Limitação a atividade diária.

Suspender temporariamente a imunoterapia. Iniciar antibiótico se suspeita de infecção. Se não houver suspeita de infecção ou não houver melhora com antibiótico após 48 horas iniciar prednisolona 1 mg/Kg/dia (ou equivalente) por via oral. Considerar profilaxia de pneumocistose a depender do contexto clínico. Monitorar sintomas diariamente. Se não melhorar após 48 horas de corticóide, manejar como grau 3. Não retirar corticóides em menos de 6 semanas. Retomar tratamento apenas após resolução do quadro.
Exames de base igual ao grau 1 e repetir os mesmos semanalmente.Tomografia de tórax de alta resolução. Considerar broncoscopia e lavado bronquiolo-alveolar. Prova de função pulmonar com teste de monóxido de carbono.

Grau 3

Sintomas severos; Hipóxia ou piora da hipóxia prévia. Auto cuidado apenas, sem condições de atividade diária; oxigênio terapia indicada.
Descontinuar imunoterapia. Internação do paciente e suplementação de oxigenio. Início imediato de prednisolona 2-4 mg/Kg/dia (ou equivalente). Antibióticoterapia empírica. Atenção a necessidade de ventilação invasiva. Se não houver melhora após 48 horas iniciar infliximab 5 mg/Kg ou micofenolato de mofetil se toxicidade hepática concomitante. Seguir com corticóide conforme clinicamente indicado. Não retirar corticóide em menos de 8 semanas.
Exames igual grau 2.

Grau 4

Comprometimento respiratório grave com risco de vida. Síndrome da angústia respiratória aguda. Intervenção urgente indicada (intubação oro-traqueal, traqueostomia).
Descontinuar imunoterapia. Internação do paciente e suplementação de oxigenio. Início imediato de prednisolona 2-4 mg/Kg/dia (ou equivalente). Antibióticoterapia empírica. Atenção a necessidade de ventilação invasiva. Se não houver melhora após 48 horas iniciar infliximab 5 mg/Kg ou micofenolato de mofetil se toxicidade hepática concomitante. Seguir com corticóide conforme clinicamente indicado. Não retirar corticóide em menos de 8 semanas.
Exames igual grau 2.